Home O que visitar

 

 

 

Cemitério da Consolação

Caio Pimenta/SPTuirs

Escultura em túmulo no Cemitério da Consolação. Foto: Caio Pimenta/SPTuris.

Fundado em 1858, o Cemitério da Consolação proporciona um ambiente arborizado e tranquilo em meio à agitada rua de mesmo nome, que reúne cerca de 300 esculturas e trabalhos de artistas renomados como Victor Brecheret e o arquiteto Ramos de Azevedo.

O cemitério abriga sepulturas de personagens da história paulistana como Monteiro Lobato, Tarsila do Amaral, Ramos de Azevedo e Mario de Andrade, além do imponente mausoléu da família Matarazzo, maior da América do Sul e cuja altura equivale a um prédio de três andares.

Escultura em túmulo no Cemitério da Consolação. Foto: Caio Pimenta/SPTuris.

Visitas monitoradas

O roteiro Arte Tumular, organizado pela administração do cemitério, convida as pessoas a conhecer a história do cemitério, as obras de arte, pessoas e famílias presentes no cemitério.

As visitas são monitoradas pelo sepultador Francisvaldo Gomes, conhecido como Popó, que teve como "mestre" o falecido historiador Délio Freire dos Santos, responsável pelas primeiras pesquisas sobre o patrimônio artístico e histórico do local.


Serviço:

Cemitério da Consolação
End: Rua da Consolação, 1660 − Consolação − zona Oeste − São Paulo.
Horário: de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h.
Visitas monitoradas: terças e sextas, às 9h ou 14h, com duração de 1h30.
Para agendamento: envie um e-mail para Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
Entrada gratuita

 




Banner
Banner


ARTIGOS MAIS LIDOS