Largo São Francisco

Foto: Caio Pimenta

Faculdade de Direito da USP no Largo do São Francisco. Foto: Caio Pimenta/SPTuris.

“Largo” significa qualquer área urbana mais espaçosa do que as ruas que intercepta. Um desses espaços no centro da capital, o Largo São Francisco, abriga alguns marcos da história paulistana e é considerado o principal conjunto de arquitetura barroca da cidade. Lá estão instaladas a Faculdade de Direito da USP, a Igreja São Francisco de Assis e a Igreja Chagas do Seráfico Pai São Francisco. O local também é tido como o marco zero de uma das mais importantes avenidas de São Paulo, a Brigadeiro Luís Antônio.

A Igreja de Ordem Primeira, ou simplesmente Igreja São Francisco de Assis, começou a ser construída em 1642. Inaugurada em 1647, ela foi construída em taipa de pilão e suas paredes têm 1,5 metros de espessura. Reformas no século XVIII dotaram características barrocas até que, em 1884, a fachada foi modificada e a entrada central foi aberta. Seu interior é simples, mas conta a história dos padres franciscanos em imagens, inclusive algumas portuguesas de grande valor como a de São Francisco, considerada a mais bela de um convento franciscano no país. Também é possível admirar pinturas da Virgem e de São Benedito.

Altar da Igreja São Francisco. Foto: José Cordeiro/SPTuris.

O Convento de São Francisco, que fazia parte do complexo, abrigou a Faculdade de Direito da USP a partir de 1827. Em 1930 o prédio foi demolido e deu lugar a um projeto maior, em estilo neo-colonial, concluído em 1934. Também conhecida como Faculdade de Direito do Largo São Francisco é a mais antiga do Brasil e uma das melhores na sua área de atuação. Conta com uma biblioteca aberta ao público com cerca de 300 mil títulos, muitos de autoria de ex-alunos ilustres como Rui Barbosa, Castro Alves, Monteiro Lobato e Álvares de Azevedo.

Originalmente uma capela construída em 1676, a Igreja Chagas do Seráfico Pai São Francisco foi concluída em 1787, após extensa ampliação. Hoje, após tombamento como patrimônio histórico em 1982, contém em seu acervo bustos de terracota do século XVII, estátuas de santos e documentos do século XVIII, castiçais banhados em ouro e pinturas em tela e nos forros. Seus altares, folheados a ouro, e suas estátuas exibem três fases do estilo barroco – a clássica, a primitiva e a posterior. Destaque para as pinturas de José Patrício da Silva Manso que mostram passagens da vida de São Francisco.

Igreja Chagas do Seráfico Pai São Francisco. Foto: José Cordeiro/SPTuris.

Serviço

Igreja e Convento
End.: Largo São Francisco, 133
Horário: diariamente, das 7h30 às 20h
Entrada franca
Tel. 3106-0081
Próximo ao Metrô Sé

 



As atrações e/ou informações sobre eventos que constam neste site estão sujeitas a mudanças e alterações sem aviso prévio. Evite surpresas telefonando antes de visitar as atrações ou eventos.






Banner
Banner


ARTIGOS MAIS LIDOS