Visite: entre em contato com um guia ou agente local.

Créditos: José Cordeiro/SPTuris

Polo de Ecoturismo de São Paulo é apresentado a integrantes do Programa Investe Turismo

Representantes da Secretaria Municipal de Turismo acompanharam colaboradores da Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo e do Sebrae-SP para reconhecimento de algumas atividades turísticas desenvolvidas no Polo

 

São Paulo, 6 de janeiro de 2020 – O Polo de Ecoturismo de São Paulo, localizado em Parelheiros, no extremo Sul da cidade, recebeu, no final de janeiro, a visita de um grupo especial: um verdadeiro comitê do turismo na cidade, com integrantes da Secretaria Municipal de Turismo, do Sebrae-SP, da Secretaria Estadual de Turismo e da SPTuris.

“Ter a presença dessa equipe numa visita técnica na região marca o início de uma importante parceria para a implantação do Plano de Desenvolvimento do Turismo Sustentável do Polo. Junto aos empresários locais também envolvidos, podemos consolidar esta região, tão rica em recursos naturais e culturais, em um polo turístico para ser visitado com conforto e infraestrutura”, explica Miguel Calderaro, secretário Municipal de Turismo de São Paulo. “As pessoas vão visitar e vão se surpreender com o que vão encontrar”, acrescenta.

Na Cachoeira de Marsilac é possível praticar atividades como boia-cross e rafting. Foto: José Cordeiro/SPTuris

Na Cachoeira de Marsilac é possível praticar atividades como boia-cross e rafting. Foto: José Cordeiro/SPTuris

A visita faz parte do programa do Sebrae nacional com o Ministério do Turismo, chamado Investe Turismo, que tem como objetivo aumentar a qualidade e a competitividade de 30 rotas turísticas estratégicas do Brasil com foco na geração de emprego. A capital foi uma das rotas escolhidas e as ações serão focadas no Polo de Ecoturismo e no Triângulo SP, no Centro da cidade.

“Foi muito importante poder apresentar o Polo de Ecoturismo para esses parceiros e, com isso, conseguir levar mais investimentos e capacitação para a região”, explica Fernanda Ascar, gerente de Turismo da SPTuris. “O Polo de Ecoturismo em Parelheiros é uma atração inusitada dentro de uma grande metrópole como São Paulo, pois lá temos a possibilidade de oferecer ecoturismo, turismo de base comunitária e turismo rural. E o turismo é uma alternativa para gerar renda para a região, ao passo que incentiva a preservação do meio ambiente”, finaliza.

O Polo tem diversas propriedades rurais que produzem alimentos orgânicos. Foto: José Cordeiro/SPTuris.

O Polo tem diversas propriedades rurais que produzem alimentos orgânicos. Foto: José Cordeiro/SPTuris

Aline Delmanto, gestora estadual de turismo do Sebrae-SP, explica que “o foco do Sebrae vai ser sempre o micro e o pequeno empresário. Atuamos na formalização ou na estruturação da gestão dos pequenos negócios. Embora tenhamos como objetivo consolidar produtos, nós temos de garantir que esses empresários estejam com a gestão estruturada para que o negócio não seja fechado depois de alguns meses”. “A gente realiza uma trilha de capacitação de gestão, colocando os empresários em salas de aula, com trabalho de formação de negócios, trabalhando nas frentes de alimentação fora do lar e de guias turísticos”, finalizou.

Borboletário Águias da Serra recebe turmas escolares e tem acomodações para hospedagem. Foto: José Cordeiro/SPTuris

Borboletário Águias da Serra recebe turmas escolares e tem acomodações para hospedagem. Foto: José Cordeiro/SPTuris

Os profissionais envolvidos na visita se encontraram na CIT – Central de Informação Turística do Polo, localizado na Avenida Teotônio Vilela, e seguiram acompanhados de guias locais, o que é recomendado que seja feito pelos demais visitantes, pois o guia local conhece a região, que é bem grande (28% do território da cidade de São Paulo), possibilitando a “otimização” do tempo e da visita.

Descida de tirolesa passa por cima do rio Capivari e da Cachoeira de Marsilac. Foto: Jose Cordeiro/SPTuris

Descida de tirolesa passa por cima do rio Capivari e da Cachoeira de Marsilac. Foto: Jose Cordeiro/SPTuris

O roteiro escolhido para a visita passou pelo Centro Paulus, uma pousada com galeria de arte, e por uma ida a um sítio que produz legumes, hortaliças e plantas alimentícias não convencionais (panc), como a taioba. O sítio faz parte de um outro projeto que prepara as propriedades rurais para receber visitantes. Ainda antes do almoço, os visitantes conheceram o Borboletário Águias da Serra e, na parte da tarde, antes de retornarem à CIT, foram até o Selva SP – Parque de Aventura, onde está localizada a Cachoeira de Marsilac.