Visite: entre em contato com um guia ou agente local.

GCM e Defesa Ambiental

Créditos: Divulgação

Segurança

A Guarda Civil Metropolitana (GCM) atua no Polo de Ecoturismo de São Paulo na Defesa das áreas de mananciais, Áreas de Proteção Permanente, das represas e em toda a biodiversidade, colaborando com os demais órgãos da Segurança Pública da região.

De forma articulada com as demais secretarias municipais, também atua na fiscalização das posturas municipais, visando prevenir e reprimir invasões e ocupações irregulares, descarte irregular de entulho, assim como oferecer sensação de segurança à população local e aos turistas.

Contato Imediato: 153

Inspetoria Regional de Parelheiros/ IRDAM (Inspetoria Regional de Defesa Ambiental Capivari – Monos)
Av. Sadamu Inoue 5252 – Jardim dos Alamos
CEP: 04883-025
Telefones: 5921- 4828/ 5921-4217

Inspetoria Regional Capela do Socorro/ IRDAM ( Inspetoria Regional de Defesa Ambiental Represas)
Av. Atlântica, 2450 – Jardim Três Maria
CEP: 04772-003
Telefones: 5665-8247 /5665-8127

Base Defesa Ambiental Barragem
Estrada do Crucutu, 48 – Barragem
CEP: 04895-090
Telefones: 5977-3323 /5977-1024

Tipos de proteção

Proteção nos pontos turíticos do Polo

Imagens: arquivo GCM.

Proteção dos perímetros ambientais

Imagem: arquivo GCM.

Protegem e fiscalizam, permanente e comunitariamente, as áreas ameaçadas de degradação, as Áreas de Proteção Ambiental – Apas, as Áreas de Preservação Permanente – APPs, as Áreas de Proteção aos Mananciais – APMs, as Zonas Especiais de Preservação Ambiental – Zepams e outras de interesse ambiental do município de São Paulo, visando prevenir e reprimir ações  predatórias ao meio ambiente e atividades indutoras de ocupação urbana.

Proteção dos animais silvestres e vitimados

bicho

Agente da GCM protege o bicho preguiça. Imagem: arquivo GCM.

Protegem e apreendem animais silvestres (vitimados ou não), a fim de encaminhá-los aos órgãos de proteção, para sua recuperação e soltura.

Proteção das represas

barco

Imagem: arquivo GCM.

A Guarda Civil Metropolitana atua na proteção náutica com a utilização de barcos nas represas Billings e Guarapiranga, prevenindo degradações ambientais e protegendo os recursos hídricos. Realiza o ordenamento e a fiscalização do tráfego aquaviário, por meio de convenio com a Marinha do Brasil, e protege os turistas nas praias da cidade de São Paulo.